sábado, 5 de maio de 2012

Secretaria Geral de Missões: Projeto Indígena

O alcance dos indígenas é um dos alvos da SGM, a qual tem como objetivo enviar missionários a estas comunidades com o propósito de aprender a língua, cultura e costumes, afim de desenvolver um trabalho de evangelização. 

Hoje, no Brasil, existem mais de 300 mil índios com cerca de 340 etnias distintas e mais de 180 línguas diferentes. Devido a complexidade da língua indígena apenas 26 possuem o Novo Testamento completo traduzido em seus idiomas e outras 59 com traduções inacabadas. Com isso, há um grande desafio missionário, pois mais de 120 tribos necessitam, com urgência, de uma tradução das Escrituras.

Neste sentido, desenvolvemos um trabalho missionário visando levantar lideranças indígenas que possam pastorear os próprios índios através de relacionamento, testemunho, discipulado e tradução da Bíblia. Hoje trabalhamos com projetos nas etnias KaxinawásParakanãs e Pataxós.

A etnia Kaxinawá está localizada no estado do Acre. É um povo sedento da Palavra de Deus e atualmente há um casal de missionários nesta região, José e Ana Paula que realizam reuniões todos os dias com a comunidade, trabalham com treinamento de líderes autóctones e desenvolvem projeto de alfabetização.

Outro projeto indígena é o dos Parakanãs, localizado no estado do Pará, onde a missionária Odete tem desenvolvido um trabalho de alfabetização e reforço em escolas, preparo de materiais didáticos e tradução da Palavra de Deus na língua nativa.

E, finalmente, os Pataxós, projeto realizado em parceria com a Secretaria Estadual de Missões do estado da Bahia, o qual tem alcançado a comunidade com eventos sociais e festividades em datas comemorativas.