domingo, 22 de maio de 2011

Diretor executivo da SBB é eleito presidente das Sociedades Bíblicas Unidas

Rudi Zimmer, diretor executivo da SBB e novo presidente das SBU

O diretor executivo da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), Rudi Zimmer, acaba de ser eleito, por unanimidade, presidente da Diretoria Mundial das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), aliança que congrega 147 Sociedades Bíblicas no mundo. O anúncio foi feito em 17 de maio, durante reunião da Diretoria Mundial, realizada na abadia de Missenden, Buckinghamshire, Inglaterra. Criada em 1946, as SBU têm o objetivo de criar estratégias de cooperação mútua que facilitem o processo de tradução, produção e distribuição das Escrituras Sagradas.

Atuando há 20 anos na Sociedade Bíblica do Brasil e, desde 2005, ocupando o cargo de diretor executivo da entidade, Zimmer é doutor em Teologia e por mais de 20 anos foi professor de seminário teológico. Com MBA em Administração pela FIA (Fundação Instituto de Administração), o novo presidente fala fluentemente inglês, espanhol e alemão, além do português. Pastor luterano, Zimmer continua ensinando e orientando os estudos bíblicos em sua igreja local.

“Deus colocou mais esse desafio em minha vida. Agradeço a todos pelo voto de confiança. Peço que intercedam por mim, para que eu consiga cumprir mais essa missão, contribuindo para que a Palavra de Deus alcance ainda mais corações mundo afora”, declara Rudi Zimmer.

Para ocupar a vice-presidência da Diretoria Mundial, foi escolhido o secretário-geral da Sociedade Bíblica do Líbano, Michael Bassous. Com doutorado em Administração e Liderança de Organizações, Bassous é membro do Comitê Executivo da Diretoria Mundial, entre outros cargos regionais e globais dentro da SBU.

As 147 Sociedades Bíblicas existentes são orientadas pela missão de promover a maior distribuição possível de Bíblias, numa linguagem que as pessoas possam compreender e a um preço que possam pagar. Esse movimento pela difusão do Livro Sagrado teve início em 1804, com a fundação da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, em Reading, Inglaterra.