domingo, 10 de janeiro de 2010

Restituição - Uma palavra profética!—1º Samuel 7:7


“INTRODUÇÃO--” A guerra se aproxima!

Podemos ouvir as respirações ofegantes dos soldados. As mãos estão suando; os corações acelerados. Todos estão com medo. Isso é fácil de entender: são inimigos poderosos, os mais fortes com os quais se podem lutar. Roubaram a arca da aliança há vinte anos.

Tudo bem que Deus julgou os seus deuses e eles devolveram-na, mas eles roubaram a arca! Têm lutado contra o povo de Deus durante toda a vida de Samuel. Parece com alguém que conhecemos. Temos um inimigo (mas muitos de nós confundimos isso). Veja comigo: “... porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” (Efésios 6: 12). A nossa guerra é e deve ser contra o diabo e os seus anjos (demônios). Devemos estar plenamente conscientes disso. O trabalho deles para nos destruir é ininterrupto. "o qual (diabo) diante do nosso Deus os acusava (os crentes) de dia e de noite." (AP 12: 10c). --Felizmente não estamos sozinhos nesta guerra (e nem poderíamos). Os nossos inimigos já foram derrotados por Cristo na Cruz!

O que Jesus já fez com o diabo--Nos tempos bíblicos, quando um rei conquistava um determinado reino, ele fazia cativos todos os personagens importantes do reino conquistado: rei, príncipes, a família real e todos aqueles que poderiam magnificar a sua vitória. Cristo fez a mesma coisa com o diabo e seus anjos (nossos inimigos). Fez isso não tão somente por causa d Ele, mas por causa de nós! Para nos mostrar que o nosso inimigo já foi derrotado e que não temos mais que temê-lo! Você sofre porque muitas vezes desconhece o potencial que há dentro de você.

Oséias 4:6.a diz: "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou conhecimento." É realmente notório como o povo de Deus ainda não se deu conta disso! Não têm notado que não estamos mais debaixo do jugo de Satanás! Não pertencemos mais ao seu reino, não pertencemos mais a ele!
O que mais impressiona nisso tudo, é que Cristo compartilhou conosco a mesma autoridade d Ele sobre os nossos inimigos: "Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.” (Lucas 10: 19)
Durante toda a nossa vida fomos roubados! O diabo roubou a nossa alegria, família, paz, felicidade, filhos, casamento, etc., mas o estranho, é que mesmo depois de conhecermos a Deus, temos permitido que o diabo continue nos roubando. Precisamos agir com a autoridade que Deus nos deu, para isso acabar. E isso vai acabar!
Deus, através dessa mensagem, quer nos ministrar como Ele pode restituir tudo aquilo que nos foi roubado. Fique atento ao que o Espírito Santo quer ministrar ao seu coração e à sua vida neste momento. Se sua vida, seus pertences espirituais, sua família, seu coração, etc., tem sido saqueados pelo inimigo, chegou a hora de Deus restituir tudo aquilo que é seu. Restituição! É isso que Deus fará em sua vida.Atitudes que devemos tomar para obtermos a restituição

1. Estar em Mispa: (l Samuel 7:7)... “Os filhos de Israel estavam congregados em Mispa...” =Torre de vigia.
A primeira atitude a tomar é estar em Mispa. Há dois motivos para estar lá; mas antes de se saber quais são, é necessário entender uma coisa:
Sabe-se que as cidades antigas eram cercadas por muralhas (inclusive em Jerusalém também era assim). Sobre os muros das cidades existiam torres onde ficavam as atalaias, que tinham uma única função: avisar que o inimigo vinha chegando.
Todo dia pela manhã, os trabalhadores saíam de suas casas, que ficavam dentro dos muros, e iam para o campo. A base econômica naquela época era a agricultura que era praticada fora dos muros da cidade. Com uma visão privilegiada, os atalaias poderiam ver de bem longe os inimigos aproximando-se e poderiam avisar àqueles que estavam trabalhando no campo.
Agora que sabemos disso, podemos entender o primeiro motivo para estar em Mispa (torre de vigia): Nós somos as atalaias! Deus tem comissionado a cada um de nós como atalaias (Ez 33: 7a) e devemos estar avisando aos trabalhadores (pessoas) acerca do inimigo (diabo) que se aproxima e quer destruí-los. Se o fazemos, mesmo que não obtenhamos resultados satisfatórios, somos desobrigados do sangue de quem avisamos. Agora, se negligenciamos esta responsabilidade e ministério que Deus tem para cada um de nós, o Senhor nos cobrará o sangue de cada pessoa que não evangelizamos e que foi para o Inferno. Pense nisso, porque é bastante sério!
Para estarmos em Mispá, precisamos ter a visão de Deus.
Já viajou de avião? Ou já esteve em uma montanha? Quando estamos subindo, começamos a ver tudo pequenininho: os prédios ficam como casinhas de boneca, os homens como formigas. Assim acontece quando subimos na torre de vigia; passamos a ver enxergar as coisas como Deus as vê. Passamos a ter a visão de Deus e enxergar tudo, inclusive e, principalmente os nossos problemas, como eles realmente são: bem pequenos! Veja alguns exemplos.
Colocando o foco em Deus--O texto de I Samuel 17 narra a luta entre Golias e Davi. A Bíblia narra que os filisteus e o povo de Israel prepararam-se para a batalha em Socó, no território de Judá. Cada um estava sobre um monte e existia um vale, entre eles chamado Vale do Carvalho. Então, saiu do arraial dos filisteus um homem muito alto. A Bíblia diz que a sua altura era de seis côvados e um palmo (aproximadamente 2,90m) e o peso da sua couraça era de cinco mil ciclos de bronze (cerca de 57 Kg). Lembre-se que naquela época as guerras eram travadas corporalmente. Um guerreiro, ao usar a sua armadura, necessitava de total mobilidade para o combate, o que indica que além de Golias ser muito alto, era também muito forte. Quando este homem surgiu do meio arraial dos Filisteus, desafiando o povo de Israel a escolher um homem para guerrear contra ele, o povo se espantou e temeu muito (v.11).
Chegamos ao ponto em que podemos perceber quem tem visão de Deus e quem não tem. O povo de Israel - inclusive o seu rei - viu apenas o homem na frente deles. Da mesma forma, muitas vezes agimos assim: vemos apenas o que está na nossa frente.Todavia, havia no arraial do povo de Deus um jovem que tinha a visão de Deus. Note a diferença entre os dois pontos de vista. São visões totalmente opostas!
"Então, falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem que ferir a este filisteu e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu para afrontar os exércitos do Deus vivo?"
(I Samuel 17: 26) Que diferença impressionante! O povo de Israel via um homem; Davi via um incircunciso. O povo via o problema; Davi via a solução.
Eu posso imaginar uma conversa entre Davi e o povo que estava à sua volta: É desse homem que vocês têm medo? Ele não tem aliança com Deus, ele não tem a bênção de Deus sobre a sua vida. Ele pode ser alto e forte, mas Deus não está com ele; está conosco. Ele pode ser mais forte do que eu, mas o meu Deus com quem eu tenho aliança é muito mais forte do que ele.
Davi sabia que só o Deus a quem ele servia, poderia livrá-lo daquela situação e que na sua própria força ele não conseguiria derrotar Golias. Sabia que só o Deus de Israel poderia livrá-lo; por isso ele disse: “Tu vens a mim com espada, e com lança e com escudo; porém eu vou contra ti em nome do Senhor dos Exércitos de Israel, a quem tens afrontado.” (I Samuel 17: 45) Somente em nome do Senhor dos Exércitos é que Davi poderia enfrentar aquele gigante. Na sua força, Davi seria esmagado.
Quantos gigantes se oferecem contra nós todos os dias. Quais são as nossas atitudes com relação a eles? Agimos como Saul que se escondeu? Ou dissemos para Deus: "Ah! Senhor, tu estás muito ocupado para resolver este meu problema. Não se preocupe. Eu sei resolver essa situação ou eu tenho um conhecido que tem influência e ele pode resolver esse problema para mim." Ou agimos como Davi que sabia que na sua força ele não poderia nada, mas em nome do Senhor dos exércitos, ele faria proezas? (Sl 60: 12).
Este episódio não marcou somente a vida de Davi. Marcou a história de Israel. Muitas pessoas vendo a coragem de dele, começaram a matar gigantes também. Comece a tirar o foco do seu problema e passe a focar o Deus a quem você serve. Muitas pessoas estarão vendo e se você tomar essa atitude, elas também tomarão.
Deus chama à existência aquilo que não existe--"Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí, perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos e chama as coisas que não são como se já fossem."
(Romanos 4: 17). O nosso Deus é impressionante! Paulo diz que Deus chama coisas que não são como se já fossem.Nesta passagem, o Apóstolo fala sobre Abraão que sai de sua terra natal com setenta e cinco anos de idade para habitar em uma terra que Deus ainda lhe mostraria. Deus não só lhe promete uma terra, mas também descendência. Só que existe um pequeno problema: sua esposa é estéril. Mesmo com este grave problema, Abraão - que tem a visão de Deus na sua vida - não desanima e crê nas promessas que Deus tinha feito para ele. Não importam quais são as dificuldades que estão diante de ti. Creia no Deus que chama à existência aquilo que não existe.
É fundamental que tenhamos a visão de Deus para que Ele restitua tudo aquilo que nos foi roubado!

2. Interceder--A segunda atitude que devemos tomar é: interceder.
O povo estava com medo. Estavam na torre de vigia, mas não criam no Deus que poderia livrá-los. Mas havia uma esperança: Samuel estava no meio da congregação. Ele poderia interceder por nós a Deus.É isso que devemos fazer! Interceder. Somos convocados por Deus para interceder por todos aqueles que nos cercam - e até pelos que nem conhecemos. Em (Ez 22: 30) Deus diz: "E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei".Esposa,você tem ficado na brecha por seu marido?

Às vezes, o que nos foi roubado não nos é restituído porque não o pedimos de volta! Muitas vezes, ao invés de intercedemos pelos nossos filhos, família, marido, finanças, etc; começamos a amaldiçoá-los! O que nos falta querido, é isso! Experimente orar, abençoar, interceder ao invés de maldizer, de praguejar. Com certeza isso se cumprirá na sua vida: "e clamou Samuel por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos." (I Sm 7: 9).

CONSEQÜÊNCIAS - UMA PALAVRA PROFÉTICA--Creia que Deus quer restituir sete vezes mais de tudo aquilo que nos foi roubado! "O ladrão..., encontrado, pagará sete vezes tanto; dará toda fazenda de sua casa." (PV 6: 30 31). Deus pelejará por ti
“... os filisteus chegaram à peleja contra Israel; e trovejou o Senhor aquele dia com grande trovoada contra os filisteus e os aterrou de tal modo, que foram derrotados diante dos filhos de Israel."
I Samuel 7: 10
Pergunto: os filhos de Israel tiveram de lutar? Então por que tanto medo? Será que eles não entendiam - e nem nós entendemos - que quando estamos com o Senhor, ele peleja por nós!
Leia o texto acima de novo e veja que Israel não precisou mover um músculo! Deus fez todo o trabalho por eles! Que moleza!
É de suma importância entendermos isso e eu profetizo na sua vida: Deus já começou a guerrear as suas guerras e você terá a vitória que tanto deseja e que há muito tempo pede a Ele!Nunca mais vieram aos termos de Israel
"Assim, os filisteus foram abatidos e nunca mais vieram aos termos de Israel..."
I Samuel 7: 13

CONCLUSÃO--Creia amado que quando os seus inimigos forem derrotados eles nunca mais irão tocar no que é seu! Tome uma atitude de fé agora: diga para o diabo e para quem quiser ouvir que os seus filhos pertencem ao Senhor, a sua família é consagrada a Deus, o seu emprego foi dado pelo Senhor e nenhuma crise, nenhuma ameaça do inferno poderá tirá-lo. O seu ministério foi dado por Deus e ele vai frutificar em nome de Jesus!
Comece a dizer que agora você está na brecha e tudo aquilo que diabo ousou tocar ele não tem mais autoridade para fazê-lo porque tomamos a nossa posição em Cristo Jesus e compartilhamos da mesma autoridade que ele tem.
Restituição. "E as cidades que os filisteus tinham tomado a Israel foram restituídas a Israel..."(I Samuel 7: 14ª)
Glória a Deus! Tudo aquilo que foi roubado já está sendo restituído! O diabo não somente perdeu (aliás, ele sempre perde), como não toca mais no que é nosso (I Jo 5: 18) e já está te devolvendo tudo aquilo que ele ousou roubar. Tome posse agora dessa palavra e creia que esta é a vontade de Deus! Chega de chorar em um canto de medo e de derrota! Levante-se agora reivindicando tudo aquilo que foi roubado! Receba esta palavra profética na sua vida!