domingo, 21 de junho de 2009

A LEI DA SEMEADURA

Gálatas 6.6-10
I - A Lei da Semeadura pressupõe a plantação da semente
1- É necessário que haja a intenção de semear. Em 2 Coríntios 9.6, Paulo diz: "Aquele que semeia". Em Mateus 13.13, lemos: "Eis que o semeador saiu a semear...".
2- É necessário perder a semente para recebê-la de volta muitas vezes mais.
3- Aquilo que não foi plantado é perdido - Disse Jesus:" Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer produz muito fruto" (João 12.24).
4- A plantação da semente deve ser sistemática: "Semeia pela manhã a tua semente e à tarde não repouses a mão, porque não sabe qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas" (Eclesiastes 11.6).
5- Uma cautela: mesmo plantando a boa semente, muitas vezes, a má semente plantada por outros irá ter a mesma aparência daquela boa semente plantada. Mas a colheita irá revelar os resultados (a parábola do joio e do trigo).II- A Lei da Semeadura pressupõe a plantação de uma boa semente
1- Nós temos o poder de plantar aquilo que queremos
2- Existe uma grande variedade de sementes: a) Ruins: Ira, inveja, maledicência, ódio, porfia, contendas, ciúmes, intrigas... Conseqüência: Semear na carne: - "Conforme tenho visto, os que lavram iniqüidade e semeiam o mal segam o mesmo" (Jó 4.8). - "O que semeia injustiça segará males..." (Pv 22.8).- "Porque semeiam ventos e segarão tormentas..." (Oséias 8.7). b) Boas: bondade, mansidão, misericórdia, amor, compaixão...Conseqüência: Semear no espírito - "Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes" (Salmo 126.6). - "Os justos..., na velhice darão ainda muitos frutos, serão cheio de seivas e verdor" (Salmo 92.14)III - A Lei da Semeadura aponta para o óbvio
1- Quem semeia pouco - colhe pouco
2- Quem semeia muito - colhe muito
3- É o contrário da poupança: Na poupança, "quanto mais guarda mais tem'. Na semeadura, "quanto mais semeia, mais colhe'.
4- Nesta vida, tudo o que fazemos é considerado uma semeadura. Qualquer ato que fizermos aqui, é uma verdadeira plantação. Seja para o bem ou para o mal, um dia colheremos o que plantamos.
5- A Lei da Semeadura é infalível. Nunca se colhe apenas o que se plantou. Planta-se um grão de milho, colhe-se uma espiga com centenas de grãos ou mais. planta-se uma mudinha de abacate, colhe-se fruto por muitos anos. Há um ditado popular que diz: "quem planta vento, colhe tempestade". Portanto, ninguém colhe apenas o que plantou, mas, muitas vezes mais.

Conclusão: Necessita-se somente de um momento para ser amável, porém, o resultado pode durar para sempre. Nós fomos chamados para dar frutos. Os frutos surgem com a plantação da boa semente - "Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes" (Sl 126.5,6).Hoje, nós podemos decidir o que vamos colher, ainda nesta vida, e principalmente na vida futura. Ousemos decidir em favor da boa semente.