domingo, 16 de novembro de 2008

A EDIFICAÇÃO ESPIRITUAL


Os momentos de crise não são apenas comuns na vida dos servos de Deus; são necessários.Todos nós conhecemos aquela historia de que a crise pode representar também grandes oportunidades, mas, como enxergar estas oportunidades em meio à crise? Como ver saída diante da pressão, da opressão, da impossibilidade e do medo?Os nossos erros e fraquezas, a medida em que são expostos através de nossas atitudes, geram situações que podem produzir em nós muitas qualidades se conseguirmos enxergar a mão do Senhor agindo por nós, mesmo quando erramos. Os nossos erros podem ser usados como instrumentos para um maior crescimento, e conhecimento mais profundo do amor de Deus por nós, pois é fácil crer que Deus nos ama quando fazemos tudo com perfeição, e nestes momentos acabamos esquecendo a essência da Graça: Deus bom e homem não merecedor.Cristo deu a vida por nós, sendo nós ainda pecadores, e não justos.Deus não nos ama principalmente por que somos bons, ou por que temos atitudes louváveis, mas por que Ele é o Deus de amor; Deus não nos vai salvar porque somos perfeitos, mas por que tencionamos fazer a vontade d’Ele.Responda com sinceridade: quem mais traiu a Jesus, Pedro ou Judas? A resposta é: ambos. Porque Judas perdeu-se, ao passo que Pedro tornou-se um grande evangelista? Por que Pedro tinha um coração sincero, e Judas não.A traição de Pedro, serviu dentre outras coisas, para que soubesse quem ele era de fato.Jesus disse aos discípulos que todos eles o deixariam na hora da sua prisão, mas Pedro, famoso “Super Crente”, imbatível, que pegava “o demônio pelos chifres”, disse: “Senhor, ainda que todos te deixem, eu não o farei! Darei minha vida contigo!”Essa declaração não parece nem de longe, ter saído da mente de alguém equilibrado e de um bom conhecimento de si.Aprenderemos outra lição, pois Jesus respondeu a Pedro: “antes que o galo cante, três vezes me negarás”. Esta afirmação de Cristo não mostra apenas que Ele já conhecia o futuro, mas revela que Ele conhecia a Pedro!Como é bom servir ao Deus que nos conhece! O salmista disse: “Senhor, tu me sondas e me conheces”.Talvez você pense que Deus não te quer mais, ou que as promessas de Deus a seu respeito foram anuladas, mas saiba que ao te escolher, Deus já o conhecia, e conhecia o seu futuro! Deus nunca erra na escolha, nem se arrepende. Se alguma profecia foi dita ao seu respeito da parte de Deus, ou se o Espírito Santo têm falado ao teu coração, creia nestas promessas.“por que todas quantas promessas há de Deus são n’Ele o sim, e por Ele amém, para a glória de Deus por nós”O Senhor disse a Jeremias: “Eu velo para cumprir a minha palavra”, portanto, se algém tem falhado contigo, saiba que Deus nunca falha.Ora, Pedro nem “se” conhecia, nem sabia que Jesus o conhecia.Passados alguns dias, depois de haver negado ao Mestre, disse Pedro: “Vou pescar”, e alguns foram com ele. Imagino agora, Pedro que depois de tanto tempo acostumado com a presença de Jesus, agora estava só! Quão grande tristeza invadia a alma de Pedro!Estava nu, por fora e por dentro, desprovido de vestimentas espirituais que aquecessem os seus sentimentos. Você já se sentiu assim? Parece que Jesus não o vê? Está sentindo a culpa de tê-lo negado mais uma vez?Pedro pescou por oras, mas sem sucesso. Assim como nós, sem cristo nada podemos fazer e sentir realização, assim estava Pedro.Embora o trabalho seja inútil, a noite escura e a tristeza dominem seus sentidos, Jesus nunca se esquece dos que foram escolhidos, e naquele dia, foi encontrar-se com Pedro.Jesus repetiu o milagre que foi, há anos antes, decisivo na decisão de Pedro em segui-lo. Aprendemos com isso, que Deus não muda. Nós erramos, pecamos, negamos, mas Deus não muda.Pedro jogou-se na água assim como estava e foi ter um novo encontro com o Mestre.Ao se encontrar com Pedro, Jesus não quis fugir dos assuntos que “cutucavam a ferida” de Pedro, mas fez a pergunta que o faria lembrar-se do seu fracasso. Deus não joga nada na cara. Às vezes ele precisa nos fazer recordar nossos erros para mudar-nos, para sarar-nos.Olhando para ele, com os mesmos olhos que o viram trair, Jesus perguntou a Pedro: “Simão, tu me amas mais do que estes?”.É como se ele estivesse perguntando; “Pedro, agora você sabe quem você é, ou não sabe que não é como pensava ser?”. Depois de três vezes ouvindo a mesma pergunta que o incomodava, doía, fazia-lhe sentir humilhado, Pedro responde a Jesus com um “tu sabes tudo”.Queridos irmãos em Cristo, consolem-se com esta Palavra! Ainda que todos te julguem, só Jesus te conhece. Foi ele quem te criou, quem te chamou, escolheu, salvou, ungiu, e é Ele quem tirou o meu sono para que você saiba que Ele te ama. Você pode não mais crer, mas Jesus te ama mais do que qualquer pessoa possa amar algum dia.A triste segundo Deus gera alegria, e o poder de Deus se aperfeiçoa na fraqueza.Glória a Deus por sua obra em nossas vidas!